Notícias

A Odebrecht deu propina de R$ 100 milhões aos governos Lula e Dilma em troca de “benefícios”

Segundo a empreiteira, Guido Mantega, o ministro da Fazenda de ambos os governos, intermediava as negociações

O PT criava dificuldades para vender facilidades. É essa a sensação ao tomar conhecimento de parte da delação da Odebrecht para a operação Lava Jato. Segundos os executivos, a empreiteira pagou em torno de R$ 100 milhões em propina ao PT enquanto Lula e Dilma Rousseff presidiam o Brasil. Em troca, queria que o Governo Federal aprovasse projetos de interesse da construtora.

Guido Mantega, o ministro da Fazenda a passar mais tempo no cargo, seria a pessoa a intermediar a negociação com a Odebrecht. O petista nega. Mas os executivos alegam ter emails que comprovam todo o lobby, assim como contas no exterior que seriam usadas para os repasses.

É das acusações mais graves feitas contra o PT. Em se comprovando, justificaria até mesmo a cassação de registro do partido.

To Top