Notícias

A PF desconfia que a Odebrecht chegou a comprar um prédio para o Instituto Lula

Vários pontos parecem interligados

Contratos de compra e plantas de um imóvel em São Paulo foram encontrados durante as buscas realizadas no sítio em Atibaia que Lula renega. A Polícia Federal desconfia que a edificação pode ter sido comprada pela Odebrecht ao custo de R$ 12 milhões para o Instituto Lula. A documentação foi encontrada numa pasta rosa endereçada a Marisa Letícia, ex-primeira-dama do Brasil.

Apesar dos papéis, o Instituto Lula nunca chegou a utilizar a edificação, funcionando no bairro do Ipiranga, em São Paulo, desde 2011. Hoje, o imóvel pertence à Mix Empreendimentos e Participações, que o comprou da Odebrecht em 2013.

Em um dos celulares de Marcelo Odebrecht, foi encontrada a anotação “Prédio (IL)”, que a polícia acredita fazer referência ao Instituto Lula. Nas planilhas apreendidas com um funcionário da empreiteira, um “prédio (IL)” surge ao custo de R$ 12,4 milhões. Ainda nas anotações, é dito que a aquisição do imóvel deve ser submetida a um chefe que estaria em Brasília.

Enfim… Parece bem fácil ligar os pontos.

Notícias Recentes

To Top