Notícias

Após desconto desastrado, Dilma faz consumidor pagar R$ 10 bilhões extras na conta de luz

Foto: Agência Brasília

Quantia a mais, no entanto, ainda não é a suficiente para cobrir os custos do setor, que deve seguir complicado também em 2016.

Nota preliminar do Editor: o leitor do Implicante já sabia disso desde 2012.

No 7 de setembro de 2012, Dilma entrou em cadeia de rádio e TV para anunciar descontos na tarifa de luz na ordem de 16,2% para o consumidor, ou de até 28% para o setor industrial. Na época, especulou-se que ela apenas encontrava uma desculpa para devolver R$ 7 bilhões que o TCU havia identificado por cobranças a mais durante o período em que fora ministra de Minas e Energia. Como esperado, aquele desastrado planejamento levou o sistema elétrico nacional à beira do colapso. A conta da trapalhada? Claro, ficou pro consumidor.

Foto: Agência Brasília

Leia também | Romário quer assinaturas para projeto de ensino da Constituição em escolas. Assine também

O Estadão agora traz uma estimativa do estrago. A tais “bandeira tarifárias” sugaram do brasileiro o equivalente a R$ 9,6 bilhões até agosto. Mas pode e deve ser ainda maior, já que as empresas andam reclamando que a quantia arrecadada ainda não cobre os custos acumulados. A previsão é de um 2016 novamente pesado para o setor. É triste constatar, mas a crise mal começou.

Mais Lidas

To Top