Notícias

Até a presidência da Câmara, que já pertence ao PMDB, Dilma andou prometendo ao… PMDB!

Foto: PMDB Nacional

Parece tola, mas a tática vem servindo para fomentar intrigas internas e fragilizar o partido que pode lhe tirar o poder.

A arriscada estratégia da presidente tem sido a de fomentar a intriga interna no maior partido de sua base. Ao negociar com o baixo clero peemedebista, espera enfraquecer o, por assim dizer, alto clero. No caso, Eduardo Cunha e até mesmo Michel Temer, que andou demonstrando certo incômodo ao notar Dilma articulando diretamente com seus pupilos. De fato, há algum sentido no plano: promete-se à trupe de Leonardo Picciani algo que tão cedo conquistariam na condição de subordinado à velha guarda do PMDB. Resta saber se a molecada não tem um telhado de vidro ainda maior que o do atual presidente da Câmara. Denúncias contra o novo ministro da Saúde já começam a pipocar no noticiário. Quanto ao novo ministro da Ciência & Tecnologia, já foi eternizado pela Lava Jato como “pau-mandado de Eduardo Cunha”.

Foto: PMDB Nacional

Leia também | Oito dos 10 países com menor corrupção pública permitem doação de empresas a políticos

Notícias Recentes

To Top