Notícias

Ato falho? Dilma diz que quem votou contra o impeachment não pode permanecer no governo

“Aquelas pessoas que votaram contra o impeachment, não há nenhuma justificativa política, ética, para que permaneçam no governo”

A ressaca do impeachment não foi boa no Palácio do Planalto e Dilma reapareceu ontem em um tom muito mais calmo que o dos discursos mais recentes. Estaria sob efeito de tranquilizantes? Fato é que ficou mais fácil compreender o que dizia, o raciocínio seguia uma lógica mais linear, ainda que para defender absurdos, como quando se disse vítima de um golpe.

Em dado momento, no entanto, um ato falho soaria um tiro no pé, e a presidente defendeu que não seria ético permanecer no governo aqueles que votaram contra o impeachment, ou seja, a favor dela. A petista obviamente fazia referência aos ministros que deixaram os cargos para votarem contra o governo. Um erro honesto num ambiente pouco afeito à honestidade.

Para conferir o vídeo, basta acionar o player abaixo:

Mais Lidas

To Top