Notícias

Banco Central já começa a desistir de 2016 e só vê alguma melhora para 2017

Real | Foto: Adriano Gadini

Antes, acreditava-se que alguma melhoria já seria perceptível no natal de 2015.

O governo Dilma adora reclamar do pessimismo do mercado, mas a verdade é que os economistas costumam errar para menos o cálculo do estrago que a petista é capaz de fazer nas contas públicas. No início de 2015, o discurso geral previa um ano difícil, mas uma certa recuperação quando o natal chegasse. Com o tempo, as festas de fim de ano passaram também a ser objeto de preocupação. Agora o Banco Central já começa a reconhecer que certas melhorias, como a inflação centralizada na meta, só serão possíveis de 2017 em diante.

Isso SE Dilma não der ainda mais espaço aos interesses de Lula, que anda querendo se salvar com as mesmas doses de populismo que jogaram o país no buraco. A salvação para o Brasil, resta nítido, está na outra direção. Mas só será possível reposicionar a economia com uma quebra drástica contra a cultura petista de seguidamente desrespeitar a austeridade fiscal. Em outras palavras, com o impeachment de Dilma Rousseff.

Foto: Adriano Gadini

Leia também | Haddad planeja mal “bilhete mensal” e dá calote de R$ 90 milhões nas empresas de ônibus

Notícias Recentes

To Top