Notícias

BNDES aumenta em R$ 2 milhões o “seguro jurídico” de seus diretores

Crise? Que crise?

Enquanto o país se empenha no corte de gastos e até mesmo na mudança de hábitos diante da crise econômica (provocada pelo próprio governo, vale sempre lembrar), o BNDES (que é um banco do governo federal) resolveu aumentar o “seguro jurídico” de seus diretores.

O valor subiu R$ 2 milhões, chegando agora a 5,5 milhões de reais, e serve para custear um “seguro” garantido aos diretores do banco, para o caso de precisarem acionar advogados. O aumento pode ter ocorrido pela grande demanda de 2015, ano em que precisarem recorrer à apólice 21 vezes.

BNDES - Luciano Coutinho

É justo e aceitável que diretores de uma empresa pública tenham esse tipo de benefício (que, por óbvio, é custeado por dinheiro também público)? Fica o debate.

To Top