Notícias

“Bolsa empresário” do BNDES deixa dívida de R$ 214 bilhões. E nós que pagaremos.

Como sempre, cairá na nossa conta.

Finalizado pelo governo Dilma, o PSI (Plano de Sustentação de Investimentos, conhecido popularmente como “bolsa empresário”) encerrou 2015 com R$ 214 bilhões em valores a pagar. A maior parte disso, cerca de R$ 184 bilhões, será considerada “dívida pública” (ou seja, será pago com o dinheiro dos nossos impostos).

Vale lembrar que várias operações junto ao BNDES são investigadas, havendo em alguns indícios de vínculo ao Petrolão. Até mesmo Lula, numa conversa com executivo da Odebrecht flagrada pelas autoridades, demonstrou “preocupação” com o banco.

Dilma Rousseff tentou manter em sigilo muitas operações do BNDES, mas ao menos algumas delas o STF determinou que se tornassem públicas.

No fim das contas, mais do mesmo: um programa fracassado que custará centenas de bilhões aos cofres públicos (leia-se: nós pagaremos o prejuízo) e ainda por cima muita coisa envolta em circunstâncias nebulosas e investigações.

Dilma Rousseff - Corte no Bolsa Família

Uma síntese do governo Dilma.

To Top