Notícias

Caixinha: Lula promete ajuda a empresa que o contratou como “palestrante”

Algumas coisas fogem, definitivamente, do nosso alcance. Vejamos: Palocci foi apeado do cargo por não conseguir justificar o enriquecimento súbito. A negativa em revelar os clientes que o teriam contratado como “consultor” levantam a suspeita de tráfico de influência. Lula, por sua vez, dá palestras ao preço médio de R$ 200 mil, virou milionário em pouquíssimos meses, e hoje descobre-se que ele estaria empenhado em baixar o custo do ICMS das embalangens produzidas justamente pela empresa que o contratou como “palestrante”. Se isso não for lobby, então é exatamente o quê?

Abaixo reproduzimos trechos da reportagem de Bernardo Mello Franco para a Folha de São Paulo. Notem que Lula confirma ter tratado o assunto com o seu contratante, e diz não ver “nenhum problema” em “influenciar” na redução do ICMS das embalagens.

Lula e dona Marisa: Leite, só se vier com "caixinha"

 

O ex-presidente Lula prometeu ao presidente da Tetra Pak, Paulo Nigro, procurar autoridades do governo Dilma Rousseff para ajudar a empresa a reduzir impostos sobre embalagens de leite.

Ele disse que falaria com o ministro Guido Mantega (Fazenda) para defender um pleito da multinacional: reduzir o ICMS cobrado por alguns Estados sobre as embalagens de leite longa vida.
O petista fez a promessa ao fim de uma palestra fechada para convidados da Tetra Pak, na noite de quarta-feira. Seu cachê neste tipo de evento é estimado em R$ 200 mil -ele não confirma o valor.
Lula confirmou ontem ter tratado do assunto, mas disse não atuar no governo como representante das empresas que o contratam.
Segundo relato do jornal “O Estado de S. Paulo”, Nigro pediu “uma mão” a Lula para facilitar a venda das caixinhas de leite em programas de alimentação popular.
O ex-presidente teria respondido que fará “o que puder fazer para ajudar”, incluindo conversas com Mantega e com governadores.
Ontem, o petista disse não ver “nenhum problema” em fazer gestões políticas para “influenciar” na queda do ICMS sobre as embalagens.
“Eu disse que o companheiro Guido Mantega estava discutindo com os governadores […] e que se eu pudesse influenciar para que o ICMS se reduzisse, para o leite chegar com mais qualidade à casa das pessoas, não teria nenhum problema”, afirmou.

Grifos nossos.

A íntegra da matéria está disponível aqui.

 

Comentário:

Lula ostentando a "caixinha" de R$200 mil

 

Palocci, Dirceu, e agora, Lula? Os companheiros podem ter virado concorrentes.

 

Mais Lidas

To Top