Notícias

CGU detecta novas fraudes no ProUni

CGU descobre bolsistas já falecidos e pessoas que não atendiam aos critérios de renda entre beneficiários

Dilma_Homenagem_PracinhasMais um escândalo envolvendo dinheiro público no ministério da Educação, agora descoberto pela CGU. Vejam a introdução da reportagem de O Globo sobre o caso:

Uma auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) revelou a existência de irregularidades no Programa Universidade para Todos (ProUni). O órgão identificou 47 beneficiários mortos, além 4.421 de bolsistas com renda superior ao exigido até o primeiro semestre de 2012. Também constavam do programa universitários que não eram brasileiros natos ou naturalizados, o que contraria as normas do ProUni. Por outro lado, foi identificado um alto índice de bolsas ociosas: 22%.

O levantamento foi feito através de dados de 1.043.333 bolsistas, 1.548.768 candidatos inscritos no processo seletivo do 1° semestre de 2012 do programa e 1.833.039 familiares dos bolsistas, para que pudessem ver se a renda per capita era compatível para o recebimento do benefício.

Ao assumir seu novo mandato, a presidente Dilma Rousseff adotou o lema “Pátria Educadora”. Desde então o governo foi obrigado a trocar de ministro da pasta por pressão da base parlamentar, o ministério sofreu severos cortes orçamentários, viu o esgotamento dos recursos para o FIES e o Brasil cair em ranking internacional de educação publicado pela OCDE.

Notícias Recentes

To Top