Notícias

Custo Dilma: 150 cargos em troca de votos

Negociação entre governo e deputados que ainda votam com o governo é feita sem pudores

Dilma_Homenagem_PracinhasO governo Dilma continua a viver dificuldades para aprovar qualquer matéria no Congresso. Como os órgãos de investigação estão em alerta devido aos muito escândalos, restou ao PT conseguir os votos à moda antiga, oferecendo cargos abertamente em troca de votos. Vejam trecho da reportagem do jornal “O Globo”:

Para garantir aos aliados que os cargos pedidos sairão, mesmo que as nomeações não sejam publicadas na próxima semana, antes da votação da próxima medida do ajuste fiscal, o governo começou a avisar que todas as indicações já foram encaminhadas à Casa Civil. Esta, por sua vez, vem informando que também já autorizou o envio dos nomes para a triagem da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e aos ministérios que têm a prerrogativa de efetivá-las. Tudo isso porque os aliados tinham cobrado que as nomeações saíssem no Diário Oficial (D.O.) até segunda-feira.

A articulação política do governo já conseguiu negociar 150 posições na máquina federal. Nessa conta estão não só as novas indicações pedidas por deputados e senadores, mas também solicitações para que sejam mantidos em cargos-chave servidores que chegaram lá por indicação política. Mas poucos nomes já foram oficializados no DO. Além da alegada burocracia como fator de demora para efetivar as nomeações, uma parcela significativa dos cargos mais cobiçados, especialmente no setor elétrico, deverão passar diretamente pelo crivo da presidente Dilma Rousseff para serem efetivados.

A próxima semana é crítica para o governo Dilma, que corre o risco de passar o vexame de ver um indicado ao STF ser rejeitado pelo Senado.

To Top