Notícias

Demissões em massa assombram funcionários do setor automotivo

Setor sofre mais intensamente as consequências da crise econômica. Milhares de funcionários têm emprego e destino incertos

dilma-em-um-dos-cacas-da-fabA queda nas vendas, o aumento nos juros e o aperto no crédito tem afetado fortemente a indústria automotiva. E o fantasma do desemprego é uma realidade para milhares de trabalhadores por todo o país. Vejam essa notícia sobre uma das montadoras, a General Motors, que já começa a dar férias coletivas como última medida antes das demissões. Reportagem do G1:

Cerca de 1,7 mil trabalhadores da General Motors (GM) em São José dos Campos (SP) entram em férias coletivas a partir desta segunda-feira (15). A medida é válida até o dia 30 de junho.

Além das coletivas, a empresa mantém suspensos os contratos de trabalho de 778 empregados da unidade de São José desde março. Pelo “layoff”, o grupo permanece afastado das atividades recebendo salários por meio do Fundo de Amparo ao Trabalho (FAT).

Outras fábricas da montadora também deram férias coletivas a funcionários neste mês. Nesta segunda-feira, cerca de 10 mil empregados da unidade de Gravataí (RS) serão afastadosaté o fim de junho.

To Top