Notícias

Desvios da Copa do Mundo no Brasil viram destaque mundial

Órgãos de imprensa destacam os prejuízos e a corrupção na organização do evento

obras-maracana-copa-mundo-20110323-03-size-598A National Public Radio (NPR), associação norte-americana que reúne várias estações de rádio, fez uma reportagem em que trata dos custos e do legado da Copa do Mundo de 2014. Traduzimos alguns trechos:

Já se passou quase um ano desde que a Copa do Mundo do Brasil acabou. A festa acabou há muito tempo mas o país ainda tenta curar a ressaca – que se apresenta na forma de estádios “elefantes brancos” e projetos de infra-estrutura parados. Ela chega numa época em que o país passa pela aflição de uma crise econômica e a expectativa de outro caríssimo mega evento: os próximos jogos Olímpicos.

(…)

Muitas autoridades do Mato Grosso – incluindo o ex-governador do estado, o ex-presidente da assembléia estadual e o ex-chefe local do comitê organizador – estão sob investigação por outro “legado” do evento. Uma linha de VLT que custou US$ 800 milhões e ligaria o aeroporto ao centro da cidade era para estar pronta antes da Copa mas, dos 20 quilômetros de traçado, até agora apenas metade foi construída.

(…)

No Brasil, é tão notável o quanto foi desastroso para o país o legado da Copa do Mundo que o atual ministro dos Esportes prometeu em uma entrevista à Reuters que, diferente da Copa, “os jogos olímpicos deixarão um legado”.

A reportagem da NPR gerou interesse pelo tema e muitos outros sites de esportes e economia trataram do tema. Vejam alguns, com o título das reportagens traduzido para português:

Vox.com: “Estádios da Copa do Mundo do Brasil”.

Business Insider: “Estádios da Copa do Mundo do Brasil – Um ano depois”.

SportingNews “Estádio de US$ 900 milhões da Copa do Mundo do Brasil é usado como estacionamento”.

DeadSpin: “Estádios da Copa do Mundo do Brasil foram um colossal desperdício de dinheiro”.

Recentemente, o Brasil também foi destaque negativo internacionalmente (leia aqui e aqui) inúmeras vezes devido à investigação do ex-presidente Lula por suposto tráfico internacional de influência.

Mais Lidas

To Top