Notícias

Dilma afundará sozinha: Levy está fora

A decisão já está tomada.

Até que durou muito, não é mesmo? Joaquim Levy foi nomeado por Dilma e é a ela quem obedece, seguindo as orientações econômicas determinadas pela Presidente da República. Mas, como dissemos aqui, o truque comunicativo é fazer de conta que estariam em lados opostos.

É uma tática manjada, mas a imprensa raramente a contesta e dá como verdade – ajudando assim o truque narrativo da comunicação petista e dilmista.

Mas agora parece que acabou a brincadeira. Enfim, Levy resolveu deixar de ser um saco de pancadas do petismo enquanto ao mesmo tempo obedece as ordens da presidente Dilma. Até que demorou.

A gota d’água, oficialmente, é o fato de que o governo abrirá mão da meta fiscal (já reduzida) e, nos termos atuais, poderá na prática haver superávit zero.

Claro que isso piorará as coisas e claro que afugentará os poucos investidores que ainda restam no país. Mas atenderá às necessidades políticas imediatas do grupo no poder, no ano que vem há eleições, então é isso que está em vista antes de tudo.

Dilma Rousseff - Joaquim Levy

Sem Levy, o Brasil afundará ainda mais. É preciso que afundemos o governo Dilma, se não é o país que vai a pique.

To Top