Notícias

Dilma anuncia nova tarifa de luz e omite “erro” que tirou R$ 7 bilhões dos consumidores

Leiam a informação do portal G1. Abaixo comentamos.

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, detalhou nesta terça-feira (11) as medidas do governo para reduzir as contas de energia elétrica, que começam a valer em 2013, e que foram anunciadas pela presidente Dilma Rousseff durante pronunciamento na semana passada.

“A partir de 2013, todos os brasileiros, trabalhador e empresário, de todas as regiões, de todos os lugares, vão pagar muito menos pela energia elétrica consumida”, afirmou o ministro.

A redução será resultado, segundo o ministro, de cortes em encargos embutidos na conta de luz e da renovação de contratos de concessão. Segundo Lobão, a queda na tarifa de energia elétrica para a alta tensão, ou seja, grandes empresas consumidoras, vai variar de 19,7% a 28%. Para o consumidor residencial, a queda no custo de energia vai ser de 16,2% a partir de 2013.

Íntegra aqui.

Como era de se esperar, durante anúncio, Dilma não fez qualquer menção à cobrança indevida ocorrida durante 8 anos. Como já dissemos aqui no Implicante, ao omitir o erro que gerou um prejuízo de estimados R$ 7 bilhões no bolso de todos os consumidores, Dilma tenta aplicar um embuste, um truque de marketing. Tenta nos “brindar” com parte dos recurso que foi subtraído por anos.

Da nossa parte, continuamos esperando uma explicação do governo sobre o parecer do TCU que aponta o “erro de cálculo” que ocasionou a cobrança indevida. Esperamos que a turma da imprensa contradiga o governo e lembre o fato. Ignorar a existência de cobrança abusiva é que não dá.

Abaixo reproduzimos o vídeo do Implicante que já foi exibido mais de 900 mil vezes. Agradecemos a todos que compartilharam. Esperamos que a imprensa levante essa questão e não sucumba ao “oba-oba” do governo.

 [youtube]http://youtu.be/aUjOK31XxnY[/youtube]

Notícias Recentes

To Top