Notícias

Dilma convida ao STF advogado ligado ao MST que já participou de sua campanha

Conforme adiantamos semana passada, Luiz Edson Fachin deve agora passar por sabatina no Senado

LuizEdsonFachin
Após um atraso jamais visto, a presidente Dilma Rousseff finalmente indicou um novo candidato a ocupar a cadeira do STF que pertenceu a Joaquim Barbosa. Luiz Edson Fachin, como adiantamos na semana passada, é ligado ao MST e pode assustar ainda mais os investidores, especialmente os produtores rurais. Como lembramos anteriormente, Fachin assinou um manifesto que preocupa o agronegócio. Releiam os trechos:

A Constituição Federal, no seu artigo 184, impõe ao Presidente da República aobrigação de desapropriar as terras que não estiverem cumprindo sua função social. Elas devem ser destinadas à reforma agrária.

Para cumprir a função social da propriedade da terra, o proprietário está obrigado a aproveitá-la de modo racional e adequado(…)

Em que pese a urgente necessidade da sua realização, a reforma agrária sempre foi postergada pelas pressões espúrias de forças conservadoras. Sua necessidade, contudo, é de tal monta que ela sempre volta à agenda política do país, como está acontecendo agora. Isto se deve, em grande medida, à legítima pressão que os trabalhadores rurais sem terra vem exercendo sobre o governo e sobre toda a sociedade, através de uma atuação organizada e disciplinada, e também – por que não dizê-lo? – através das ocupações pacíficas de propriedades que mantém as terras ociosas, sub-exploradas, mal exploradas, em afrontoso descumprimento do preceito constitucional.

O site Veja.com divulgou um vídeo da campanha de Dilma Rousseff em 2010 em que Luiz Edson Fachin aparece pedindo votos à então presidenciável. O site de campanha do PT de 2010 ainda tem vídeos, como o abaixo, dele junto a outros intelectuais pedindo voto a Dilma e condenando as opiniões contrárias (Fachin aparece por volta de dois minutos e sete segundos):


Além da notável militância em favor dos movimentos que apóiam o PT e pela candidatura de Dilma, Fachin também tem em seu currículo uma tentativa mal sucedida de ser indicado para o Supremo. Em 2010 ele teria se aproximado de Rose Noronha, das estranhas relações com o ex-presidente Lula, para ser indicado à vaga de Eros Grau, mas não foi bem sucedido. Leiam a história no blog de Augusto Nunes.

A indicação de Fachin demorou devido a resistências de Renan Calheiros, que cedeu apenas nesta semana. Resta agora ao Senado Federal sabatiná-lo e aprovar ou não a indicação.

Notícias Recentes

To Top