Notícias

Dilma quer manter até a próxima eleição presidencial 3 mil médicos cubanos no Brasil

Brasília, 13.11.2013 – O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, participa da aula inaugural do módulo de acolhimento e avaliação dos profissionais cubanos para a segunda etapa do Programa Mais Médicos. Foto: Marcello Casal Jr.

É preciso ressaltar que o governo brasileiro primeiro paga o governo Cubano, que só então repassa aos médicos apenas uma pequena fatia do montante recebido.

Antes de ser chutada do Palácio do Planalto, Dilma Rousseff quer prolongar por mais 3 anos a estadia de 3 mil médicos cubanos no Brasil. Para isso, está editando uma medida provisória a ser assinada ainda esta semana.

Assim, os profissionais estrangeiros continuariam trabalhando em solo brasileiro até pelo menos as próximas eleições. Ou melhor: até pelo menos as próximas eleições presidenciais, o governo brasileiro continuaria a enviar dinheiro para o governo cubano, que repassaria apenas uma parcela bem menor aos médicos.

Cabe ressaltar que Cuba é um dos destinos onde o governo brasileiro fez contratos sigilosos envolvendo o BNDES e empreiteiras investigadas na Lava Jato. É também na América Central onde a operação vem desvendando um complexo esquema de lavagem de dinheiro com o uso de paraíso fiscais.

Já nas eleições desse ano, será proibido o financiamento privado de campanhas.

Entendeu?

Notícias Recentes

To Top