Notícias

Dois terços dos votos que cassaram Cunha partiram de deputados que também afastaram Dilma

Eles sozinhos teriam força para cassar o ex-presidente da Câmara

Na prática, Dilma Rousseff recebeu na Câmara Federal 146 votos contra o processo de impeachment (nesta conta foram incluídas 7 abstenções e 2 ausências). Para Eduardo Cunha ser cassado era necessária a concordância de 257 deputados, ou a metade “mais um” da casa. Em outras palavras, a cassação do peemedebista só seria possível se uma boa parcela dos parlamentares que afastaram a petista também se colocassem contra o peemedebista.

E foi o que aconteceu. Segundo a apuração do Aos Fatos, dos 450 votos que cassaram Cunha, 293 também afastaram Dilma. Ou seja… Eles sozinhos teriam condições de tirar os direitos políticos do ex-presidente da Câmara Federal, coisa que o PT com suas linhas auxiliares jamais conseguiriam.

Os petistas bem que poderiam agradecer a eles.

Notícias Recentes

To Top