Notícias

Economistas preveem inflação acima de 10% em 2015 e desemprego acima de 10% em 2016

Foto: Roberto Stuckert Filho

Números comprovam que a recessão é muito mais grave do que se temia.

Na semana passada, a previsão estava em 9,99%. Como esperado, ela chegou ao segundo dígito e agora o Banco Central prevê uma inflação de 10,04% para 2015. Mas o limite deve ser superado também no desemprego. O Estadão ouviu neste fim de semana um trio de especialistas e todo acreditam que o desemprego romperá a barreira dos 10% em 2016.

Foto: Roberto Stuckert Filho

Dilma Rousseff | Foto: Roberto Stuckert Filho

Para Alessandra Ribeiro, da Tendências Consultoria, esse patamar será atingido somente ao final de 2016. Tiago Cabral Barreira, do Ibre/FGV, prevê que seria já primeiro trimestre. Sergio Vale, da MB Associados, vai além e sentencia que o desemprego no Brasil chegará a 12% ainda no primeiro semestre.

O pior é lembrar que, nos últimos anos, todas essas previsões findaram otimistas perante à realidade. Porque o mercado sempre tem uma postura que busca evitar o pânico generalizado. Dilma deveria agradecer.

To Top