Notícias

Eduardo Cunha quer para si o mesmo benefício concedido a Dilma Rousseff no impeachment

E não dá para tirar a razão dele

No dia da votação final do impeachment de Dilma Rousseff, alguns senadores alertaram que a brecha que abriam para a petista seria explorada por todos os políticos, e nomeou Eduardo Cunha para registro das notas taquigráficas da casa. Ou seja… Rena Calheiros e Ricardo Lewandowski usaram o processo não só para facilitar a vida da presidente cassada, mas a de qualquer político cassado deste então.

O caso Cunha deve ser julgado na primeira quinzena de setembro. E já há certeza de que Cunha quer para si a mesma regalia. Ou a lei vale para todos, ou não vale para nenhum.

Absurdo ainda maior é haver uma escolha de beldades que estariam acima dela.

To Top