Notícias

Em 2016, desemprego pode chegar a 12%

E a crise não estaria nem na metade. É o alerta de Mário Mesquita, ex-diretor do Banco Central do Brasil.

Há pouco, publicamos as previsões realistas (não pessimistas, mas sim reais diante da situação terrível do Brasil) feitas por Gustavo Loyola, ex-presidente do Banco Central do Brasil.

Agora é um ex-diretor do mesmo Bacen, Mário Mesquita, quem dá outro alerta aterrador. Segundo sua análise, a crise ainda não estaria nem na metade e o desemprego seria ainda maior no ano que vem.

Isso tudo, claro, considerando a conta já “boazinha” do IBGE (conforme já explicamos aqui).

Foto: Ed Ferreira/Estadão

E o ex-diretor, hoje sócio do banco Brasil Plural, ainda complementou: “Se eu tivesse no BC hoje, pediria renúncia imediata. O BC pode ter que subir juros, mesmo com recessão

Segurem-se todos, porque, com Dilma Rousseff na Presidência da República, as coisas vão mesmo piorar.

To Top