Notícias

Em 5 anos, a “pátria educadora” de Dilma já vai para o 7º ministro da Educação

E Aloizio Mercadante já vai assumir a sua quarta pasta, após passar pela Casa Civil e Ciência, Tecnologia e Inovação.

Poucos devem lembrar, mas o primeiro ministro da Educação de Dilma se chamava Fernando Haddad. Ao sair para disputar a prefeitura de São Paulo em 2012, seu lugar é ocupado por Aloizio Mercadante. Em fevereiro de 2014, sai Aloizio, entra Henrique Paim. Em 2015, a bagunça se completa e, em menos de 4 meses, três nomes assumem a pasta: Cid Gomes, Luiz Cláudio Costa e Renato Janine Ribeiro. O sétimo ministro da Educação de Dilma é de novo Aloizio Mercadante, silenciado por lá após aprontar altas confusões na Casa Civil. Tudo soa ainda mais irônico quando é lembrado que o lema adotado pela propaganda petista para este quarto mandato é “Brasil, Pátria Educadora”. Mas não se preocupem. Os brasileiros estão aprendendo direitinho.

Em 10 meses, pasta da Educação terá seu terceiro ministro

Leia também | O impeachment dá mais um passo: Cunha abre caminho arquivando os 3 primeiros pedidos

Notícias Recentes

To Top