Notícias

Em festa partidária, petistas homenageiam presidiário

João Vaccari Neto foi aplaudido de pé quando teve seu nome mencionado em Congresso do PT

joao_vaccariNas festividades de seu Congresso, ocorrendo em Salvador, os petistas menosprezaram as complicações de João Vaccari Neto e prestaram homenagens ao fiel militante. Leiam a reportagem do Estadão Conteúdo:

O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto foi aplaudido de pé por três minutos, nesta quinta-feira, 11, no 5.º Congresso do PT. A manifestação de apoio ocorreu na reunião fechada em que os delegados do encontro aprovaram a Carta de Salvador, documento produzido pelo grupo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Preso desde abril pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, Vaccari é acusado de desvio de dinheiro da Petrobrás para abastecer o caixa do PT. “O companheiro Vaccari foi preso injustamente”, disse Markus Sokol, dirigente da corrente O Trabalho, que pediu uma salva de palmas para o ex-tesoureiro.

Também ontem, mas alguns milhares de quilômetros ao sul, Vaccari Neto prestou novos depoimentos à Polícia Federal. Leiam trecho da reportagem do G1:

O ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT) João Vaccari Neto, preso desde 15 de abril pela Operação Lava Jato e acusado de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras, prestou depoimento à Polícia Federal (PF), em Curitiba, nesta quinta-feira (11). A oitiva começou por volta das 15h e terminou às 18h.

Segundo o delegado Igor Romário de Paula, ele foi ouvido sobre “variados assuntos”.

Desde que foi preso, Vaccari ficou detido na carceragem da PF, no bairro Santa Cândida.No dia 26 de maio, ele foi transferido para o Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

O tesoureiro afastado responde a duas ações na Justiça Federal do Paraná por corrupção passiva, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Em uma delas, ele é acusado de intermediar doações eleitorais ao PT que somam R$ 4,26 milhões, fruto de propinas pagas por empreiteiras contratadas pela Petrobras.

To Top