Notícias

Em tempo de cortes, Câmara manobra para gastar R$ 250 milhões com servidores

Iniciativa parecida ocorreu em 2010, mas esbarrou num veto presidencial

E a conta pode ser ainda mais alta, com horas extras e adicionais noturnos. A malandragem, já batizada de “Novo Trem da Alegria”, consiste em, sem qualquer tipo de concurso, elevar os salários dos funcionários de nível técnico de forma a se igualarem aos salários mais altos da instituição. A manobra é tão onerosa que até inativos seriam beneficiados por ela. Em 2010 tentaram algo parecido, mas esbarraram num veto presidencial. Contudo, naquele tempo, Lula tinha 83% de aprovação – algo muito diferente dos 7% que Dilma tem hoje.

camaradeputados

Leia também | Depois de defender voto em Dilma, Chico Buarque aparece defendendo a rebaixada Petrobras

Para mais informações:
Câmara discute novo ‘trem da alegria’ para servidores

Notícias Recentes

To Top