Notícias

Encurralado, Cunha promete acelerar a apreciação dos pedidos de impeachment

Já foram apreciados 5 de 13 pedidos. Novo prazo é de tudo estar concluído em no máximo “10 ou 15 dias”.

Um dos maiores erros que a oposição pode cometer é o de dar tempo ao petismo. Entre o ponto mais crítico do Mensalão e a reeleição de Lula, por exemplo, passaram-se apenas 10 meses. E o PT precisou de menos tempo ainda para deixar Eduardo Cunha, presidente da Câmara, em situação de difícil sustentação. Enquanto há todo um judiciário concedendo prazos extras, pedindo vistas e até mesmo faltando sessões para empurrar com a barriga qualquer investigação contra o Planalto, o mesmo não ocorre quando o alvo é seu principal opositor. Isso não abona o comportamento de Eduardo Cunha, que até maio prometia nem olhar qualquer pedido de impeachment que chegasse, mesmo com milhões de pessoas nas ruas pedindo a cabeça de Dilma. Agora promete correr: 10 ou 15 dias, no máximo, tudo estará finalizado. Que a lição seja aprendida por outros opositores.

eduardo-cunha

Leia também | Prevendo abusos, Aécio quer proibir que cargos de confiança doem aos candidatos

Notícias Recentes

To Top