Notícias

Enquanto a pobreza extrema cresce no Brasil, ela cai no resto do mundo

Foto: Zaferauf

O desalinhamento demonstra que não estamos apenas seguindo uma tendência mundial.

Este é mais um dado para demonstrar que, ao contrário do que insiste a versão governista, o Brasil não está na condição de refém de um contexto internacional. Nos dados mais recentes do IPEA, a pobreza extrema brasileira subiu de 3,63% para 4,03% da população. Enquanto isso, no resto do mundo, ela diminuiu de 902 milhões para 702 milhões de pessoas nos últimos três anos. É verdade que ainda estamos abaixo da média mundial (10%) e latina (5,6%). Mas que não seja necessário bater mais esses recordes negativos para que atitudes sejam tomadas.

Pobreza extrema cai para 10% da população pela primeira vez, diz Banco Mundial

Leia também | Segundo FHC, as alternativas para Dilma são: renunciar ou ser “renunciada”

Mais Lidas

To Top