Notícias

Escolhida de Haddad para Educação responde a processo por desvio de dinheiro público

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, Cleuza Repulho é a escolhida por Haddad para assumir a Secretaria Municipal de Educação:

A pedagoga Cleuza Repulho vai assumir a Secretaria Municipal de Educação no governo Fernando Haddad (PT). A pasta deve receber o maior orçamento da próxima gestão, com previsão de recursos de R$ 10 bilhões. A escolha tem o aval do petista Luiz Marinho, prefeito de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, cidade onde atualmente Cleuza ocupa o mesmo cargo.

Amiga de Haddad, a futura secretária terá como principal missão zerar o déficit de vagas em creches da rede, atendendo à promessa feita durante a campanha. Hoje, há 148 mil crianças na fila.

Leia a íntegra aqui.

Agora leiam o que diz o jornal Diário do Grande ABC sobre a atuação de Cleuza nas secretarias de São Bernardo e Santo André:

Integrante do alto escalão de [Luiz] Marinho , a gestão de Cleuza Repulho na Secretaria de Educação é marcada por algumas polêmicas.

Em 2011 a Promotoria de Cidadania de São Bernardo abriu sindicância para investigar o convênio firmado entre a Secretaria de Educação e o Instituto Paradigma, no valor de R$ 3,2 milhões. A entidade presta serviços à Pasta desde 2009, na área de Educação Especial.

O MP (Ministério Público) abriu inquérito para apurar denúncia de que as metas e objetivos do contrato são subjetivos e, por isso, haveria favorecimento a Cleuza, que teria indicado pessoas para trabalhar no instituto. Ela negou as acusações.

(…)

SANTO ANDRÉ

Os problemas envolvendo a atuação de Cleuza Repulho como secretária de Educação não se restringem a São Bernardo. Titular da Pasta entre 2005 e 2008 em Santo André, na gestão do prefeito João Avamileno (PT), Cleuza é uma das 11 pessoas apontadas pelo Ministério Público pelo suposto desvio de R$ 48,8 milhões do Paço.

(…)

Cleuza também está na lista de inadimplentes da Prefeitura andreense, por não ter devolvido R$ 125,5 mil aos cofres públicos, referentes às viagens feitas ao Exterior durante sua atuação na administração. Então secretária foi condenada pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) a ressarcir o valor por não ter sido constatada a real finalidade pública das despesas.

Aqui a íntegra.

Por enquanto, Haddad já convidou um condenado por improbidade para a Saúde e uma processada por desvio de dinheiro público para a Educação. Isso sem contar no outro enrolado que poderá assumir a Secretaria de Igualdade Racial.

Se aparecer um quarto indicado por Haddad com problemas na Justiça, desconfiaremos que isso faz parte dos pré-requisitos adotados pelo petista. Aguardemos.

 

Mais Lidas

To Top