Notícias

Executivos de empreiteiras negociam delação premiada

A Operação já conta com 13 delatores, mas nenhum ainda de empreiteiras de grande porte.

dalton

De acordo com a Folha, fracassou o acordo de leniência da Camargo Correa com os procuradores da Operação Lava Jato. Pelo acordo, a empreiteira pagaria multa em troca de punição menor para a empresa e  três executivos que estão presos.

O empreiteira buscava o acordo de leniência para que não fosse declarada inidônea, o que é impeditivo para participar de obras públicas e contornar a acusação de que formou cartel com as outras empreiteiras – tal acusação resulta em multas milionárias. Mas a negociação não foi adiante porque a multa exigida (R$ 1,5 bilhão) foi considerada inviável e também porque os advogados não aceitaram que os executivos permanecessem presos após confessar irregularidades.

Com o fracasso, os executivos começaram a negociar um acordo de delação premiada,  na qual conseguiriam uma pena menor, mas a empresa não.  O presidente da UTC, Ricardo Pessoa, também busca o acordo.

Hoje, a Operação Lava Jato conta com 13 delatores, mas nenhum ainda de empresas de grande porte.

Notícias Recentes

To Top