Notícias

Filho e advogado de ex-assessor da Casa Civil são presos por coagir testemunhas

O petista Eduardo Gaievski, suspeito de pedofilia, também está preso preventivamente

Acusado-de-estupro-ao-lado-de-Dilma-em-2012-480x379

Matéria da Folha de S. Paulo:

O filho do ex-assessor da Casa Civil Eduardo Gaievski e um advogado foram presos nesta quarta-feira (23), no Paraná, sob suspeita de tentar coagir testemunhas do caso, segundo a Polícia Civil.

A prisão dois dois foi feita por meio do relato de uma testemunha, que disse estar sendo coagida. Segundo ela, o ex-prefeito pagaria R$ 1.000 a cada família pela alteração do depoimento das vítimas.

Atrás dessa pista, a polícia flagrou, na quarta-feira à tarde, o advogado e o filho de Gaievski num carro com duas mães de adolescentes a caminho de um cartório –segundo a polícia, para alterar o teor do depoimento.

Os dois foram presos em flagrante. Outras duas pessoas, que também participariam do esquema, estão sendo procuradas.

Folha não divulga os nomes dos acusados porque não conseguiu contato com os advogados deles. À polícia eles afirmaram que somente falarão em juízo.

GAIEVSKI

Gaievski, que trabalhava com a ministra Gleisi Hoffmann, foi preso em agosto, sob a suspeita de forçar adolescentes a fazer sexo com ele em troca de dinheiro. Os fatos ocorreram à época em que ele foi prefeito de Realeza (sudoeste do Paraná) pelo PT, de 2005 a 2012.

O ex-assessor, que foi afastado da Casa Civil e desfiliado do PT, está preso preventivamente desde então. Ele nega as acusações e diz que a promotora que ofereceu a denúncia tem uma “notória desavença” contra ele e, por isso, “maculou todo o processo probatório”.

Comentário

Como se fosse possível, a defesa do ex-assessor de Gleisi Hoffman consegue piorar mais ainda a situação dele. Seria este o mesmo advogado que pretendia alegar a “maturidade” suficiente das moças?

Nós já tratamos do caso Gaievski anteriormente aqui e aqui.

Mais Lidas

To Top