Notícias

Garota assaltada por menor no Rio esclarece que não pertence a qualquer “elite branca”

E desabafa: independente da classe social, ela não merecia ser roubada.

No Facebook, Edith Leal alega ser a garota assaltada nas imagens que correram as redes sociais durante a semana. Contra todo e qualquer discurso esquerdista de que ali se fazia algum tipo de justiça social, ela desabafa, mesmo se descrevendo como alguém humilde: “Independente da minha classe social, eu não merecia ser roubada.” Em seguida, lembra que o menor que a assaltou o fez por puro prazer, já que até promessas familiares de recompensas por bom comportamento ele tinha. “Essa hipocrisia está me enojando!” Aproveitou a oportunidade para fazer uma defesa indireta da redução da maioridade penal: “Ele deveria/deve ser punido pelo governo e ser julgado como adulto.” Ao final, deixou uma pergunta retórica que muito tem pra silenciar alguns: “Se ele não responde por seus atos, seus pais não respondem pelos atos dele e o governo também não, quem é que vai responder, eu?

O depoimento de uma vítima

Leia também | E Lula se safou do… Mensalão! MPF pede arquivamento de inquérito sobre sua atuação

Notícias Recentes

To Top