Notícias

Gasto mensal com cartão corporativo aumenta 62% na gestão Dilma

A notícia é do jornal O Globo:

“BRASÍLIA – Nos primeiros dois meses do governo Dilma, os gastos sigilosos com cartão corporativo do gabinete da Presidência da República somaram R$ 1,665 milhão. Com isso, a média mensal dessas despesas este ano, de R$ 832 mil, supera em 62% a média mensal de 2010, de R$ 512 mil, na contramão do discurso de austeridade que é a marca do governo Dilma. Segundo o Palácio, parte dessas despesas – exatos R$ 855 mil – refere-se à herança deixada pelo governo Lula, já que a fatura do cartão corporativo de janeiro incorpora uma parte das despesas realizadas em dezembro.

Os gastos totais do governo Dilma com cartão corporativo até fevereiro chegam a R$ 12,046 milhões. Já os gastos do gabinete da Presidência equivalem a 13,9% desse total (R$ 1,6 milhão), enquanto ao longo de 2010 esses gastos somaram R$ 6,183 milhões, o equivalente a 7,7% dos gastos totais do governo com cartão: R$ 80,079 milhões.

– O crescimento é espantoso. No mínimo, estranho. No momento em que o governo comanda a redução dos gastos públicos, vemos os gastos sigilosos da Presidência crescendo nesse ritmo – observa o economista Gil Castelo Branco, do site Contas Abertas.

Ele diz que o crescimento de gastos sigilosos é sempre preocupante, pois há o risco de ocultarem despesas indevidas.

– Lembremos que no passado o carimbo de sigilo ocultou a compra de vestidos para a ex-primeira dama Rosane Collor – destaca.

(…)”

Leia a íntegra da reportagem aqui.

Comentário

Como apontaram alguns comentaristas em nosso artigo sobre os gastos com cartão corporativo no governo Dilma, passou da hora de se divulgar o detalhamento dessas despesas durante o governo Lula, agora que o sigilo não se faz mais necessário – à segurança nacional, ao menos.

As despesas com cartões corporativos do Governo Federal continuam tão exorbitantes quanto à época do escândalo dos cartões.

Mais Lidas

To Top