Notícias

Gilmar Mendes compara prisão provisória, comum na Lava Jato, a “meio de tortura”

Criticou prazos longos.

Gilmar Mendes, do STF, deu declaração polêmica em meio a uma votação da 2ª Turma do STF. Segundo relata o Jota, o Ministro fez a comparação a seguir (voltamos depois):

Como integrante de tal turma do Supremo, Gilmar votou em favor do habeas corpus de José Dirceu sob fundamento semelhante, embora não tão direto. A esquerda também faz comparativos similares, porém, e por óbvio, eles não prosperam.

Uma prisão provisória pode ser fundamentada no risco de o acusado prejudicar as investigações, ou oferecer perigo à sociedade, entre outras hipóteses. E há precedentes, inclusive na Lava Jato, de tentativas do tipo.

Quanto ao prazo, de fato longo, as decisões foram mantidas nas demais instâncias. A 2ª Turma do STF que reverteu.

Fonte: Twitter - Jota

Notícias Recentes

To Top