Notícias

Ctrl+c-ctrl+v: Governo copia dados da Wikipédia em perfis de selecionados para a Comissão da Verdade

Mas ao menos lembraram de deletar a parte que fala sobre a ligação de uma indicada com a presidente Dilma…

Matéria da Folha.com:

Ao apresentar os sete membros da Comissão da Verdade, o Palácio do Planalto usou a Wikipédia (uma enciclopédia virtual) para formular alguns dos perfis dos integrantes e omitiu que a advogada Rosa Maria Cardoso da Cunha foi defensora da presidente Dilma Rousseff e de seu ex-marido na ditadura militar (1964-1985).

Um dos perfis, o do ex-ministro José Carlos Dias, traz a descrição exatamente igual à da Wikipédia.

No caso de Rosa Maria, o perfil não diz que ela atuou como advogada de Dilma e de Carlos Franklin Paixão de Araújo, ex-marido da presidente e uma das pessoas consultadas por ela para indicar os membros da Comissão da Verdade.

(…)

Segundo o porta-voz da Presidência, Thomas Traumann, “não houve motivo específico” para se omitir no perfil dos membros da comissão que Rosa Maria foi advogada da Dilma e do ex-marido da presidente na ditadura. Sobre o uso do Wikipedia, ele disse que “não há nada por trás disso” e que o site foi usado para “facilitar a vida dos jornalistas”.

Comentário

Não poderíamos esperar outro padrão de qualidade vindo do governo que utiliza o Google para avaliar currículo de futuros ministros.

To Top