Notícias

Governo Dilma finalmente reconhece que a contração do PIB em 2015 superará os 3%

Foto: Roberto Stuckert Filho

Mas essa é ainda uma visão otimista da realidade, pois a previsão segue abaixo da prévia do PIB conhecida até aqui.

No relatório de receitas anterior, o governo admitia uma queda de “apenas” 2,8% no Produto Interno Bruto Brasileiro em 2015. Na mais recente versão, no entanto, o Ministério do Planejamento se alinhou às expectativas do mercado e finalmente prevê uma queda de 3,1%. Se confirmado, será o pior resultado desde o confisco das poupanças no Plano Collor, responsável por um buraco de 4,35% na história econômica do Brasil.

Foto: Roberto Stuckert Filho

Dilma Rousseff | Foto: Roberto Stuckert Filho

Sempre cabe ressaltar, no entanto, que essa é uma visão ainda otimista da realidade. A prévia do PIB em 2015 já vai em -3,38%. Tanto o mercado quanto o governo apostam no aquecimento da economia com as festas de fim de ano. Mas o mais recente dado do CAGED sobre desemprego, que traz outubro como o pior resultado da história, dão a entender que o brasileiro não terá natal. E que o recorde negativo de Collor ainda está ameaçado.

To Top