Blog

Gurgel encaminha denúncia contra Renan ao Supremo

Candidato à presidência do Senado é acusado de apresentar notas frias para provar rendimento

Informação do jornal Folha de São Paulo:

Renan_CalheirosO procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal), na última sexta, denúncia contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), por ter supostamente apresentado notas fiscais frias na tentativa de negar que teve despesas pagas por um lobista.

O episódio, ocorrido em 2007, fez Renan renunciar à presidência do Senado para evitar a cassação. Este ano, ele é novamente candidato ao cargo. A eleição será sexta, dia 1º. Até o momento, é o favorito para ser eleito.

A entrega da acusação foi confirmada ontem pela assessoria de Gurgel. Como o inquérito tramita sob segredo de Justiça, a Procuradoria não irá informar quais os crimes foram imputados ao senador.

O caso tramita no STF desde 2007, com relatoria do ministro Ricardo Lewandowski. Desde então, Renan já teve sigilos fiscal e bancário quebrados por ordem do STF. A investigação, porém, estava parada com Gurgel desde abril de 2011, período em que ele não fez mais nenhum pedido ao relator, conforme mostrou a Folha na última semana.

A Procuradoria informou que o intervalo (quase dois anos) deve-se ao fato de o inquérito ter milhares de páginas. Além de Gurgel ter priorizado o processo do mensalão no ano passado.

Leia a íntegra aqui.

Mais Lidas

To Top