Notícias

Herança maldita: Jornal lista 13 grandes obras com problemas que Dilma deixa para Temer resolver

Rodovias, ferrovias, portos, aeroportos: em todo o país há obras paralisadas e abandonadas por culpa da incompetência e corrupção do governo petista

Dilma - Rio São Francisco

A Folha de S. Paulo desta quarta (11) trouxe uma lista de 13 grandes obras de infraestrutura que Dilma deixou inacabadas e com graves problemas para o sucessor. Além, é claro, do fato de grande parte dos empreiteiros estarem na cadeia.

Confira algumas das encrencas petistas que a equipe de Michel Temer terá de resolver:

1 Rodovias/2013

As cinco concessões do ano têm pedidos para adiar o programa de obras por problemas de financiamento e de licenciamento

2 BR-153/GO-TO

A concessão não começou a duplicação e, provavelmente, será devolvida pelo vencedor para nova concorrência

3 Rodovias/2007

As sete concessões do ano deveriam ter terminado o programa de obras em 2014, mas todas atrasaram

4 Manutenção

Os recursos do Dnit, responsável pela manutenção de estradas federais, são insuficientes para manter contratos existentes

5 Ferrovia Norte-Sul

A obra foi ‘inaugurada’ mais de uma vez, mas ninguém se interessou em operar trecho de GO a TO

6 Norte-Sul GO/SP

O trecho da ferrovia está em obras desde 2011. A promessa é para 2017, mas pode ser concedida sem estar pronta

7 Ferrovia Oeste-Leste

O trecho de mais de 500 km ligando os litorais sul e oeste da Bahia, iniciado em 2011, tem menos de 40% de avanço e está abandonado

8 Transnordestina

Iniciada em 2006, as obras são uma PPP sem conclusão. Agora faltam recursos federais

9 Porto Sul (BA)

Autorização feita em 2014. A unidade teria três anos para fazer o projeto orçado em R$ 2,5 bilhões, mas ele ainda não começou

10 Aeroporto regional

O programa lançado em 2012 para construir ou ampliar 270 unidades pelo país ainda está sem grandes obras iniciadas

11 Aeroportuárias

Os seis aeroportos concedidos conseguiram fazer ampliação de terminais e pistas. Agora querem mais prazo para pagar as outorgas

12 Infraero

A estatal de aeroportos tem excedente de 4.000 funcionários. O programa de demissão é estimado em R$ 600 milhões

13 Rio São Francisco

De 2012, os reservatórios da transposição do rio ainda não ficaram prontos ou não têm segurança para armazenamento da água

Mais Lidas

To Top