Notícias

Human Rights Watch, sobre o impeachment: “Nunca o caracterizamos como golpe, nem o faremos”

O representante da entidade jogou um balde de água fria no discurso do PT

A Human Rights Watch é uma importante entidade internacional de defesa dos direitos humanos. José Miguel Vivanco é seu diretor executivo para as Américas. Ouvido pelo Estadão, jogaria uma balde de água fria sobre a narrativa ainda explorada pelo PT, aquela em que o Brasil estaria vivendo um golpe de Estado: “Nunca o caracterizamos como golpe, nem o faremos”.

Muito pelo contrário, Vivanco elogiou a transparência democrática com que o Brasil vem tocando todo o processo. E diz que se trata de um complexo jogo político que o país vem atravessando sem consequências mais graves:

“Os brasileiros devem estar orgulhosos do exemplo que estão dando ao mundo por sua capacidade de contrariar o poder político e empresarial, de atuar sem dois pesos e duas medidas.”

Olha… É difícil ter um orgulho sincero do Brasil. Mas a esperança é de que essa situação melhor o quanto antes.

To Top