Notícias

Itaú indeniza ex-funcionário por tê-lo obrigado a “esconder” dinheiro de penhora judicial

Segundo o Tribunal Superior do Trabalho, o valor ocultado seria de R$ 14 milhões.

Esse é um dos casos que fazem do Brasil o país que ele é. Acompanhem: segundo decisão do TSE, o Banco Itaú teria obrigado um funcionário a esconder dinheiro que iria para penhora judicial (sim, sob ordem do Poder Judiciário). O empregado, por conta disso, pede indenização trabalhista e ganha quase R$ 50 mil.

Ok, ok, mas…

SÓ ISSO? E não se fala aqui apenas no valor, até porque o ex-funcionário não ganhará pouco. O problema maior é não ter nenhum tipo de medida mais séria em razão dessa “ocultação” de dinheiro em face da justiça.

Banco Itau

Ainda segundo sentença do Tribunal Superior do Trabalho, o banco teria obrigado funcionários a esconder dinheiro para evitar penhoras judiciais, ameaçando-os caso não mentissem aos oficiais de justiça.

Mais Lidas

To Top