Notícias

Janaina Paschoal e a indicação de Ives Gandra ao STF: “As Supremas Cortes devem ser plurais”

E mais: “Quem tem coragem para escrever teses polêmicas, normalmente, tem coragem para tomar as decisões necessárias”

Ives Gandra Martins Filho vem sendo considerado favorito na busca pela cadeira que pertencia a Teori Zavascki no STF. Quem acompanha o noticiário político sabe que Ives Gandra, o pai, é detestado pela esquerda nacional. Por posicionamentos claros e sinceros como: Lula deveria ter sido punido já pelo Mensalão, e havia como Dilma Rousseff enfrentar um processo de impeachment por omissão.

Quanto ao filho, está sendo alvo de ataques da imprensa por um artigo assinado ainda em 2012. Neste texto, ele faz uma análise dos direitos fundamentais aos olhos da história. Os esquerdistas exploram recortes das mais de 40 páginas que mostram frases que atingem mulheres, o casamento gay e até mesmo o divórcio. Janaina Paschoal, que sabiamente evita se guiar pelo que pregam as manchetes do jornalismo brasileiro, leu todo o artigo. E comentou em sua conta no Twitter.

Para evitar qualquer distorção no que foi dito, o Implicante mais uma vez pede licença à criminalista para reproduzir toda a sua explanação.

O Implicante ainda não tem opinião formada a respeito. Mas nada do que seja dito aqui pode soar melhor do que o que já foi explicado pela doutora Janaina.

Notícias Recentes

To Top