Notícias

Jandira Feghali: pedia prisão de Jucá, mas recebia doação do delator

A própria deputada teria buscando Sérgio Machado pedindo dinheiro.

Quando os grampos de Sérgio Machado vieram a público atingindo Romero Jucá, Jandira Feghali usou sua conta no Facebook para dizer que o então ministro de Temer deveria ter o mesmo destino de Delcídio do Amaral, ou seja, a cadeia. Ironia do destino, e quebrando algum recorde de cinismo, Jandira surgirá como recebedora de propina do mesmo Sérgio Machado.

Num esquema que, aos poucos se prova, não era exclusivo do PT, a propina foi toda lavada em forma de doação oficial para a campanha da deputada do PCdoB. E, assim como nos demais casos, desviada da Transpetro, empresa ligada à Petrobras. Foi a própria deputada quem o procurou pedindo verba.

Se a Lava Jato for fundo, pode complicar ainda mais a vida de Feghali. As campanhas dela contam com recursos de várias empresas envolvidas no Petrolão, como UTC, Keppel Fels, Brasfels e Queiroz Galvão.

To Top