Notícias

JBS-Friboi repassou mais de R$ 200 mil a empresa de André Vargas

Maior doadora da campanha do PT, JBS-Friboi é controlada pelo amigo pessoal de Lula, José Carlos Bumlai

VacaDourada

As investigações sobre os esquemas em que se envolveu o ex-petista André Vargas levaram os procuradores a prestarem bastante atenção numa transferência para sua empresa “Limiar”. A JBS, da marca Friboi, repassou em 2010 R$ 200 mil. Leiam alguns trechos da reportagem do Estadão:

A Receita Federal registrou o repasse de R$ 200 mil em documento do ano retenção 2010. Na decisão, o juiz apontou que o quadro social da empresa Limiar é composto por André Vargas e pelo irmão Leon Vargas entre 2009 e 2012. A empresa teve um empregado registrado entre 2011 e 2012. Leon Vargas foi preso temporariamente na sexta-feira.

Nas eleições de 2014, a JBS repassou R$ 352 milhões a candidatos à Presidência, senadores e deputados. Desse montante, R$ 73 milhões foram destinados à campanha da petista Dilma Rousseff. A campanha do senador Aécio Neves, candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, recebeu doações de R$ 48 milhões da JBS.

“Outras empresas que efetuaram pagamentos para as empresas “Limiar” e “LSI” (em função de emissões de notas fiscais destas), supostamente tomadoras de serviços, deixaram de esclarecer à fiscalização que tipos de serviços foram prestados, seja pela “Limiar”, seja pela “LSI”, nem ao menos apresentaram contratos”, anotou o juiz da Lava Jato.

No início de abril, a família de Lula entrou na Justiça com processos para coibir as muitas insinuações de que Lulinha seria um dos sócios da JBS Friboi. Atualmente, mais de um terço das ações da Friboi estão concentradas nas mãos do estado brasileiro graças ao plano de investimentos da Caixa Econômica Federal e BNDES. Outras empresas do setor condenam essa grande concentração de investimentos e reclamam de favorecimento à empresa.

To Top