Notícias

Juiz rejeita ação de Skaf contra Alckmin por propaganda no Facebook

O pagamento da publicidade foi feito com o cartão de crédito pessoal do tesoureiro do diretório paulista do PSDB.

Da Folha de S.Paulo:

O juiz Marcelo Coutinho Gordo, do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, declarou improcedente a ação movida pela coligação do candidato Paulo Skaf (PMDB) contra Geraldo Alckmin (PSDB), que tenta a reeleição, por propaganda eleitoral antecipada na internet. A coligação acusava Alckmin de tentar inflar o número de seguidores de sua página no Facebook com o pagamento de publicidade na rede. Os pagamentos foram feitos por Felipe Sigollo, tesoureiro do diretório municipal do PSDB, com seu cartão de crédito pessoal.

To Top