Notícias

Justiça absolve ex-presidente da CPTM e condena Ministério Público

Sérgio Henrique Avelleda foi acusado de improbidade administrativa, mas o próprio MP afirmou que não houve superfaturamento no contrato de manutenção de linhas.

Do Estadão:

avelleda

A Justiça de São Paulo absolveu o ex-presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e ex-presidente do Metrô, Sérgio Henrique Avelleda, da acusação de improbidade administrativa feita pelo Ministério Público estadual. A promotoria foi condenada e terá que pagar os honorários advocatícios, fixados em 10% sobre o valor da causa. Avelleda era investigado por suspeita de irregularidades em concorrência pública e no contrato de manutenção de linhas entre a CTPM e o Consórcio Manfer.

Notícias Recentes

To Top