Notícias

Justiça quebra sigilos bancário e fiscal de ex-presidente da Petrobras

Para o Ministério Público, há irregularidades na contratação da construtora Andrade Gutierrez para obras do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Petrobras.

Agência Brasil - ABr - Empresa Brasil de Comunicação - EBC

A Justiça do Rio de Janeiro quebrou os sigilos bancário e fiscal e pediu ainda o bloqueio dos bens de Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras, do ex-diretor de serviços Renato Duque e do ex-gerente de engenharia Pedro Barusco por causa da investigação sobre superfaturamento em 31,4 milhões em obras do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Petrobras, na ilha do Fundão, pela Andrade e Gutierrez, de acordo com a Veja. A construtora também teve seus sigilos quebrados. A busca de operações irregulares vai de 2005 ate 2010.

De acordo com o Ministério Público, as irregularidades foram nas “sucessivas e superpostas contratações em benefício da Andrade Gutierrez, sobrepreço e superfaturamento praticado nos contratos e ausência de transparência  na escolha da empreiteira para prosseguir como cessionária de obrigações firmadas entre a Petrobras e a empresa Cogefe Engenharia Comércio e Empreendimentos.

To Top