Notícias

Lobista preso e ex-tesoureiro do PT (defendido por Lula) se comunicaram 465 vezes de 2010 a 2014

Trata-se de Milton Pascowitch, que declarou ter pago R$ 10 milhões na sede do PT.

João Vaccari - PT

A situação de João Vaccari e do PT fica ainda mais complicada. A seguir, trechos de reportagem de Julia Affonso, Ricardo Brandt e Fausto Macedo, no Estadão, voltamos em seguida:

“Milton Pascowitch, pivô da prisão de José Dirceu no 17.º capítulo da Lava Jato, e João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do partido do governo, se comunicaram 465 vezes entre 2010 e 2014 (…) As chamadas começam em 29 de junho de 2010 e vão até 1.º de dezembro de 2014 – quando a Lava Jato já havia deflagrado sua fase ostensiva havia nove meses e levado para a prisão os maiores empreiteiros do País na ofensiva histórica.”

Sim, esse é o mesmo João Vaccari defendido por Lula em fevereiro, logo após sua prisão. O cerco se fecha.

Mais Lidas

To Top