Notícias

Lula ficou indignado com a visita da polícia ao escritório do Filho

Foto: Arquivo ABr

Em recado via aliado, ex-presidente repete o batido lero de que estaria sendo vítima de uma complô para enfraquecê-lo.

A Folha manda um “segundo aliados” como se não fosse um hábito político o de mandar recados via imprensa. Qual recado? De que o ex-presidente estaria sendo vítima de um complô político para enfraquecê-lo. Ou de que o Ministério da Justiça não possui força o suficiente para evitar este golpe – como se fosse atribuição de um ministro da Justiça impedir o bom trabalho da polícia federal.

Foto: Arquivo ABr

Foto: Arquivo ABr

Não à toa, Lula anda querendo derrubar José Eduardo Cardozo do cargo que ocupa no ministério de Dilma. E articula um substituto: Wadih Damous, um petista que andou chamando a Lava Jato de “república fascista”. Assim, teria mais força para melar a Lava Jato, a Acrônimo e a Zelotes – que já encostou em seu calcanhar. Ou, melhor, em um de seus filhos.

To Top