Notícias

Mais cortes de gastos que Dilma segue escondendo: menos 22% para a Política de Mulheres

Foto: Wilson Dias/ABr

Com isso, há menos verba para o atendimento de mulheres vítimas de violência.

Teoricamente, a Secretaria de Política de Mulheres já não é mais um ministério isolado, mas a burocracia estatal dificulta a concretização da teoria em prática. O SIAFI, já com dados corrigidos pela inflação, aponta uma execução de R$ 92 milhões da pasta entre janeiro e outubro de 2015. No mesmo período do ano passado, o gasto havia sido de R$ 119 milhões. Em outras palavras, sem apresentar qualquer corte oficialmente no orçamento, Dilma já subtraiu desse braço feminista do governo nada menos que 22% de seus recursos. Segundo o UOL, “a redução afetou o orçamento destinado a ações como o atendimento a mulheres em situações de violência“.

Foto: Wilson Dias/ABr

Dilma | Foto: Wilson Dias/ABr

O estelionato eleitoral soa ainda mais grave ao lembrarmos que a violência contra a mulher foi um dos principais pontos explorados pela campanha petista em 2014, principalmente após Dilma ter sido chamada de “leviana” por Aécio Neves. No momento mais baixo, Lula insinuou que o candidato tucano batia em mulheres, o que incentivou a imprensa e a militância – por mais difícil que seja separar uma da outra – a explorar o assunto.

Notícias Recentes

To Top