Notícias

Mais informações sobre a petição de Gerson de Mello Almada

De acordo com documento, o desvio de dinheiro servia para manutenção da base aliada do governo no Congresso.

prc

O jornal O Globo trouxe mais informações sobre a petição em defesa do vice-presidente da Engevix, que está preso desde novembro em Curitiba. Gerson de Mello Almada acusa o govero federal de lotear a administração pública para satisfazer partidos políticos, usando recursos da Petrobras para isso.

“Não por coincidência, a antes lucrativa sociedade por ações, PETROBRAS, foi escolhida para geração desses montantes necessários à compra da base aliada do governo e aos cofres das agremiações partidárias”, diz o documento.

Em outro trecho:

“Nessa combinação de interesses escusos, surgem personagens como PAULO ROBERTO COSTA, que, sabidamente, passou a exigir percentuais de todos os empresários que atendiam a companhia. Leia-se, exigir. O que ele fazia era ameaçar, um a um, aos empresários, com o poder econômico da PETROBRAS. Prometia causar prejuízos no curso de contratos”

A petição e o primeiro documento oficial que liga o esquema de desvio de dinheiro da estatal à manutenção da base aliada do governo no Congresso.

Mais Lidas

To Top