Notícias

Maluf anuncia apoio à candidatura de Padilha em SP

No começo da semana ele já havia anunciado: “vai ter foto” – e teve; agora Maluf quer “proteção” do governo Dilma contra Justiça americana

fup20140530242

Matéria do portal G1:

O deputado federal Paulo Maluf e o pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, participaram de ato na Assembleia Legislativa na manhã desta sexta-feira (30) em que selaram o apoio do PP de Maluf à candidatura do petista ao governo de São Paulo. O PP é considerado um aliado estratégico para aumentar o tempo a que o pré-candidato terá direito de propaganda eleitoral na televisão.

Padilha destacou que conheceu Maluf de perto quando estava à frente do Ministério de Relações Institucionais na gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e elogiou o deputado federal pela fidelidade aos projetos do governo. Ele afirmou que a aliança em São Paulo integra o projeto nacional do PT.

O ex-presidente Lula, que participou de encontrou em que Maluf oficializou o apoio à candidatura de Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo em 2012, desta vez não esteve presente para oficializar o apoio do PP a Padilha.

Seu nome, no entanto, foi lembrado por Maluf, que chamou o ex-presidente de “grande estadista”. Maluf cutucou ainda o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que será adversário de Padilha na disputa pelo governo de São Paulo. O deputado federal e presidente nacional do PP falou sobre a crise hídrica vivida pelo estado e ainda dos problemas da segurança pública.

Cúpula
Participaram do encontro o presidente nacional do PT, Rui Falcão, e o presidente estadual da sigla, Emídio de Souza. “Aqueles que até a madrugada disputaram o apoio do PP serão os primeiros a questionar a aliança”, disse Emídio. “Se já estava convencido de que o Padilha representa o novo, agora estou mais convencido. A candidatura ganha robustez, energia, que não é pouca coisa”, afirmou o presidente estadual da sigla.

Falcão afirmou que o ex-presidente Lula teve encontro na quinta-feira (29) com lideranças do PP. O partido vai apoiar a candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição.

Segundo cálculos de Maluf, com o PP em sua base de aliados, a presidente Dilma terá 14 minutos de propaganda eleitoral na televisão.

(grifos nossos)

Comentário

Durante a semana, Maluf pediu “proteção” do governo Dilma contra a Justiça americana. Agora que garantiu o apoio de seu partido às candidaturas do PT (com direito a elogio pessoal do candidato Padilha), seu desejo pode ser atendido.

To Top