Notícias

Marcos do Val para Gentili: “Temos que parar de falar que bandido bom é bandido morto”

O brasileiro é instrutor da S.W.A.T. e fez o alerta em meio a uma das melhores entrevistas da história do The Noite.

Marcos do Val é instrutor da S.W.A.T. contra todo e qualquer preconceito que possa existir em relação a um brasileiro nessa função. Nas horas vogas, ele mantém uma página no Facebook que merece ser seguida por todos. Recentemente, protagonizou uma das melhores entrevistas feitas por Danilo Gentili no The Noite. Nela, falou das dificuldades de se trabalhar em outros países, mostrou alguns exercícios e desabafou sobre a rotina policial brasileira. Em dado momento, chamou atenção uma fala dele que merece ser ouvida pela metade do Brasil que concorda que “bandido bom é bandido morto“:

“Uma coisa que é preciso deixar clara com a sociedade, uma coisa que eu trago há muito tempo comigo, que eu vejo pelos Estados Unidos e no Brasil: nós temos que parar de falar que bandido bom é bandido morto. Quando a gente fala isso, a gente está dando carta branca pros maus policiais agirem. E quando os maus policiais acabam agindo, a sociedade que falou ‘bandido bom é bandido morto’ é a mesma que critica a ação violenta da polícia. E quando o bandido sabe que a polícia vai chegar no intuito de matá-lo, eles vão trocar tiro, vai ter bala perdida, é a sociedade quem vai sofrer com isso. Então, bandido bom é um bandido preso e condenado.”

Na conclusão da fala, Marcos do Val lembrou que é preciso a sociedade se concentrar nas melhorias e no cumprimento da lei, de forma a diminuir cada vez mais a sensação de impunidade que toma o Brasil de assalto.

Para conferir a entrevista por completo, basta clicar no player abaixo. O trecho citado começa aos 20 minutos.

 

Mais Lidas

To Top